Logo BTA Creative
Audiovisual

Big Data: análise em tempo real de dados compartilhados

10 de junho de 2019

Big Data é o termo da Tecnologia da Informação para um grande conjunto de dados gerados, armazenados e processados em tempo hábil. Após o surgimento da Internet, a quantidade de dados gerados tem crescido de forma exponencial, principalmente após a chegada dos smartphones.

Parece tema para algum filme de ficção científica, mas a verdade é que o Big Data, aliado à outras tecnologias, tem o poder de oferecer serviços/produtos personalizados para diferentes segmentos, otimizar processos, identificar falhas e até preferências pessoais de um usuário específico. Tudo isso é possível através do estudo de padrões, tornando possível desenvolver metodologias personalizadas de interação com o cliente.

Os 5 V’s do Big Data

Atualmente, o big data é definido por 5 conceitos, conheça cada um deles

  • Volume: grande quantidade de dados gerados diariamente, desde redes sociais e aplicativos de música, até apps de entregas e de bancos;
  • Variedade: as fontes são variadas, tornando necessário cruzar esses dados para uma análise mais assertiva;
  • Velocidade: todo esse volume e variedade de dados devem ser processados o mais rápido possível, gerando demanda baseada nas informações obtidas;
  • Veracidade: consiste em checar o quanto uma informação é verdadeira;
  • Valor: está relacionado com o valor obtido através desses dados, o quanto essa informação é útil, ou não.

Categorias para Análise de Dados

São diversas as categorias que os especialistas em big data estudam, veja as mais relevantes

  • Social Data: são os dados coletados nas redes sociais, normalmente demográficos e comportamentais. Visam diagnosticar padrões de um grupo com as mesmas características, utilizado principalmente na análise de campanhas de marketing;
  • Enterprise Data: em português, Dados Empresariais. São coletados pelo RH de empresas, setores de vendas, finanças, logística e produção. Grandes empresas consideram como investimento estratégico, minimizando gastos e otimizando o lucro;
  • Personal Data: são os Dados Pessoais de cada usuário, extraídos de dispositivos como smartphones, por exemplo. Através desses dados, é possível saber as preferências de um determinado indivíduo, estudando padrões e tornando possível desenvolver metodologias personalizadas de interação com o cliente.

O objetivo do big data é melhorar o fornecimento de informações, possibilitando que estratégias e decisões sejam embasadas, cada vez mais, por dados reais e precisos sobre cada usuário. Por isso, sempre leia os “Termos de Uso” antes de aceitá-los, reportando qualquer tipo de abuso ou má utilização dos dados compartilhados.

 

A transformação digital já começou, ficar de fora deixará o seu negócio defasado perante a concorrência. Nós temos soluções personalizadas em Marketing Digital para cada empresa. Para receber Newsletters com tudo o que publicamos em nosso blog, preencha o formulário na Home.


Entenda o que é LGPD e suas aplicações

17 de setembro de 2020

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) mudará a forma como as empresas tratam…

aD.ictionary: Dicionário de termos da Publicidade

16 de março de 2020

“Vou te passar o briefing e depois vamos fazer um brainstorming. Mas antes, preciso confirmar…